Pesquisar este blog

Bem-vindo ao Blog Ultralentes!

O Blog corporativo Ultralentes dispõe as últimas notícias e novidades da empresa, além de informações e atualizações sobre nossos produtos de alta tecnologia. Visite também o

FÓRUM ULTRALENTES!

O Fórum Ultralentes é um espaço dedicado á discussão de casos de adaptação de lentes de contato RGPs, o fórum mais organizado e especializado sobre o assunto na internet.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Boa visão, conforto e segurança, essa é a missão que a Ultralentes tem para este ano que se aproxima. As novas tecnologias envolvidas na fabricação de lentes RGPs asféricas especiais para diversos casos como alta miopia, astigmatismo, ceratocone dos iniciais aos mais avançados e extremos, aos que realizaram transplante de córnea e precisam de lentes para proporcionar a melhor visão, para aqueles que fizeram implante de anel, para quem fez crosslinking e para os casos de seqüelas de cirurgias refrativas.


A Ultralentes é pioneira e única no Brasil da fabricação das lentes RGPs especiais semi-esclerais asféricas, lentes rígidas que tem o tamanho igual ou maior que as lentes gelatinosas e são superconfortáveis. Aos poucos os credenciados irão iniciar a adaptação destas lentes. Por enquanto somente o Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos (IOSB) está adaptando estas lentes de altíssima qualidade e sofisticação tecnológica.


Além das lentes rígidas semi-esclerais asféricas SSB e da Ultracone SSB, o laboratório Ultralentes fabrica as lentes Ultracone (Ultracone, Ultracone PCR/MS e Ultracone Advance para casos extremos) e a lente Ultraflat para olhos operados. A cada dia mais pacientes são adaptados com nossas lentes, proporcionando aos pacientes a melhor visão possível de obter, com o maior conforto e segurança necessárias para manter a saúde fisiológica da córnea e o bem-estar dos usuários.


Em 2010, nosso projeto é disponibilizar a mais pessoas, dentro do possível, esta maravilhosa tecnologia que até hoje está ao alcance de poucos. O nosso objetivo é que mais pessoas possam desfrutar destes benefícios.


Desejamos a todos os usuários de lentes RGP Ultralentes, aos oftalmologistas credenciados, aos amigos e colaboradores, aos fornecedores de insumos, aos prestadores de serviço, e a todos os leitores deste blog, um 2010 muito bom para vocês e para seus familiares.


Equipe
ULTRALENTES

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Nova Lente Semi-Escleral SSB

Neste dia 30 de Julho de 2009 a Ultralentes tem a satisfação de apresentar...
.
RGP Asférica SSB (Semi-Scleral Bastos)
.
A nova lente de contato gás permeável asférica semi-escleral que é um novo e inovador conceito mundial pelo seu desenho diferenciado dos demais existentes nos EUA e Europa, além de ser a primeira lente RGP semi-escleral do Brasil. Foram mais de 5 anos de estudo, pesquisa clínica e científica realizados no laboratório Ultralentes e no Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos, conduzidos por Luciano Bastos, pesquisador e consultor em lentes RGPs e sua equipe altamente qualificada. A data escolhida é especial pois Luciano Bastos dedicou esta lente a seu pai, o oftalmologista Dr. Saul da Silva Bastos, falecido em Setembro de 2004, o qual o aniversário era no dia 30 de Julho.
"Meu pai é o principal responsável por estas novas lentes semi-esclerais e em breve esclerais que estão agora incorporadas a nossa rotina clínica no IOSB e a fabricação na Ultralentes. Ele foi um pioneiro e visionário, ele iniciou as primeiras adaptações com diâmetros de lentes RGPs maiores, enquanto o mundo inteiro ainda adaptava (e ainda adapta) apenas as lentes RGPs de pequeno diâmetro."
Luciano Bastos - IOSB/Ultralentes
.
O Dr. Saul e seu filho foram os primeiros a utilizarem nas adaptações especiais lentes RGPs de diâmetros maiores do que os convencionais, e anos depois houve uma tendência junto a outros especialistas estrangeiros de fazer a mesma coisa. Naturalmente que existia uma limitação de diâmetros de apenas 12.5 mm e que agora já é possível com as novas lentes SSB fazer adaptações especiais com diâmetros que variam por enquanto entre 13.0 a 23.0 mm.
.
"Nada mais justo do que honrar o nome de meu pai [Saul Bastos] que na minha opinião foi um dos maiores especialistas em adaptações de lentes de contato especiais e que foi muito além de nosso principal mestre e amigo Joseph W. Soper."
Luciano Bastos - IOSB/Ultralentes
.
A RGP Ultralentes Semi-Scleral Bastos ou SSB vem atender a uma necessidade de adaptação de lentes rígidas em casos de córneas irregulares de alta complexidade. São inúmeros casos de pacientes que necessitam de lentes de maior diâmetro para corrigir astigmatismos irregulares elevados como em alguns casos pós-transplante de córnea, pós-cirurgia refrativa da miopia e astigmatismo, pós-trauma ocular entre outras distrofias da córnea. Ainda há espaço para se descobrir outras utilizações para estas lentes daqui para frente como nos casos de olho seco severo, síndrome de Steven's Johnson, entre outras.
.
Além da UL SSB, a Ultralentes também possui um desenho especial da Ultracone SSB que ajudará nos casos de ceratocone mais complexos e avançados os quais as lentes Ultracone Advance, Ultracone PCR (Post-Corneal Ring) e Ultracone MS (Mid-scleral) com diâmetros de 10.0 a 12.5 mm foram limitadas. É importante mencionar que segundo os estudos realizados nestes últimos anos no IOSB, a lente Ultracone em todas as suas variantes obtém sucesso em 99,9% das adaptações, mesmo as mais extremas. Dito isto, é de se compreender que a Ultracone SSB poderá ser utilizada em alguns casos mas somente se necessário uma vez que as demais vem atendendo muito bem a todos os casos de ceratocone. O IOSB recebe semanalmente em torno de 40 a 50 pacientes com ceratocone de todo território nacional e do exterior eventualmente. Em meses de férias, o movimento pode chegar a 65 pacientes de ceratocone fora as demais patologias ou complicações que exigem a adaptação de lentes especiais. A empresa inicialmente atenderá a pedidos somente dos oftalmologistas credenciados na empresa e que já tem experiência comprovada na adaptação das lentes RGPs Ultraflat que possuem diâmetros de até 12.5 mm. Futuramente há planos de se promover cursos preparatórios para este tipo de adaptação, considerada avançada.
.
A equipe da Ultralentes está muito feliz por esta data especial e muito motivada com este projeto que está em curso. Ainda há muita coisa que se fazer e a gama de utilizações para esta nova tecnologia é desconhecido. Que esta data escolhida com muito carinho pelo Luciano homenageando seu pai seja sempre especial, e que o Dr. Saul possa sempre nos iluminar com o seu brilhantismo, ternura e visão.
.
Muito obrigado a todos os amigos e colaboradores, pacientes, oftalmologistas, fornecedores, e orgãos governamentais e de classe que nos apoiam e acreditam na seriedade de nosso trabalho em favor da saúde oftalmológica no Brasil.
.
Porto Alegre, 30 de Julho de 2009.
Equipe Ultralentes e Equipe IOSB

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

LENTES ESCLERAIS RGPs

O laboratório Ultralentes está realizando testes com as primeiras lentesRGPs asféricas esclerais, semi-esclerais e mini-esclerais, com diâmetros de 12.5, 14.5, 16.5, 18.5, 21.0 e 23.0 mm de diâmetro. Estes estudos iniciaram em 2003, quando então o Dr. Saul Bastos pediu a seu filho Luciano que estudasse o assunto. Após mais de 5 anos de intensa pesquisa, estudo e especialização nos EUA e Reino Unido, finalmente as primeiras lentes foram fabricadas e os testes clínicos estão sendo conduzidos pela equipe médica do IOSB juntamente com o Luciano Bastos, diretor tecnológico do IOSB, estão realizando os primeiros estudos clínicos sobre estas adaptações especiais.
.
As lentes semi-esclerais e mini-esclerais RGP Ultralentes serão fabricadas em dois modelos, a Ultracone Semi-Escleral e a Ultraflat semi-escleral. A Ultracone semi-escleral será mais um recurso que os oftalmologistas poderão contar na resolução de casos difíceis de adaptação de lentes em ectasias corneanas como o ceratocone, a degeneração marginal pelúcida, ceratoglobo, ceratoectasias pós-cirurgia refrativa e em casos de associações de patologias como olho seco entre outras distrofias da córnea.
.
A Ultraflat semi-escleral tem uma ampla utilização que vai desde a adaptação de casos especiais pós-cirurgias refrativas como a RK (incisões radiais), o Lasik, PRK, Lasek, entre outros métodos, também poderá ser uma poderosa ferramenta para a adaptação de pacientes com transplante de córnea onde a irregularidade corneana pós-transplante ficou muito grande, ajudando em uma adaptação com melhor centragem, sem toque e corrigindo totalmente o astigmatismo irregular corneano aumentando muito o conforto e a visão destes pacientes. Outras patologias da córnea como síndrome do olho seco severo, síndrome de Sjögren, síndrome de Steven's Johnson entre outras distrofias da córnea.
.
A Ultralentes, mais uma vez de forma pioneira, está inovando na fabricação destas lentes de altíssima complexidade e que servem a inúmeras aplicações de diversas patologias da córnea. Aguardem oportunamente maiores informações sobre estas lentes que irão trazer benefícios a aquelas pessoas que não toleram as lentes de contato RGPs corneanas e que precisam de um tratamento muito específico para devolverem a eles qualidade de vida, visão e saúde ocular.
.
ULTRANEWS - FEV 2009