Pesquisar este blog

Bem-vindo ao Blog Ultralentes!

O Blog corporativo Ultralentes dispõe as últimas notícias e novidades da empresa, além de informações e atualizações sobre nossos produtos de alta tecnologia. Visite também o

FÓRUM ULTRALENTES!

O Fórum Ultralentes é um espaço dedicado á discussão de casos de adaptação de lentes de contato RGPs, o fórum mais organizado e especializado sobre o assunto na internet.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Lentes Especiais para o Ceratocone: Inovações Tecnológicas

A Ultralentes desenvolveu alguns desenhos de lentes de contato especiais para o ceratocone baseados na lente Soper, inicialmente chamadas de Soper Modificada, denominação dada pioneiramente pelo oftalmologista Dr. Saul Bastos. O conceito da lente Soper Modificada foi a base para maiores aprimoramentos realizados por seu filho Luciano Bastos, hoje diretor do Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos e da Ultralentes. 

A lente Ultracone é uma lente tipo Soper modificada que recebeu inúmeros aperfeiçoamentos tecnológicos pelo Dr. Saul Bastos e Luciano Bastos que a transformaram na lente de melhor performance existente para adaptação do ceratocone. As lentes Ultracone PCR, Ultracone Advance e Ultracone Extreme foram desenvolvidas por Luciano Bastos para obter resultados melhores frente a novas dificuldades e necessidades como no implante de anel intraestromal, no ceratocone avançado maior que 65 dioptrias e nos casos extremos acima de 70 dioptrias. Até 2004, a Ultralentes fabricava lentes com curvaturas de no máximo 65 dioptrias e casos acima disso eram até então considerados candidatos ao transplante de córnea, entretanto isso mudou a partir de 2005 quando o Luciano iniciou as pesquisas e ensaios das lentes avançadas e extremas frente as dificuldades que alguns pacientes do IOSB apresentavam com casos muito avançados de ceratocone mas sem opacidades ou cicatrizes corneanas.

A partir de 2005, as adaptações de lentes de contato especiais no IOSB começou a ser feita com curvaturas até 70 dioptrias, e atualmente se fabricam lentes com curvas até 80 dioptrias. As lentes Ultracone Extreme possibilitam a adaptação de casos considerados impossíveis de adaptar lentes, em qualquer lugar do mundo. O IOSB tem registros de casos inclusive alguns publicados e outros a serem publicados com curvas de 70 a 78 dioptrias. Em relação a valores topográficos o valor vai mais adiante pois os topógrafos corneanos muitas vezes fazem leituras de pontos muito pequenos da córnea, apontando as vezes valores tão altos como 80 a 90 dioptrias, mas na adaptação acaba sendo necessária a adaptação de lentes que não tocam o ápice do ceratocone com valores não tão elevados, como 75 dioptrias por exemplo.

Os pacientes que encontram-se com indicação de transplante de córnea hoje podem contar com essa tecnologia desenvolvida pelo IOSB e pela Ultralentes, entretanto são poucos os oftalmologistas credenciados que estão adaptando estes casos extremos. Para obter maiores informações sobre onde o paciente poderá testar estas lentes no Brasil é importante que ele entre em contato com a Ultralentes por email

De 2008 em diante a Ultralentes também de forma pioneira iniciou a fabricação da lente Ultracone SSB, uma lente RGP semi-escleral para ceratocone que recobre a córnea inteiramente sem tocar na mesma e que repousa suvemente na porção branca do olho (esclera), proporcionando muito conforto naqueles casos de hipersensibilidade corneana. O laboratório ainda fabrica as lentes Asféricas SSB (Semi-Scleral Bastos) para casos pós-implante de anel intraestromal, pós-transplante de córnea, pós-trauma ocular e outras patologias da córnea como olho seco, síndrome de Sjörg e síndrome de Steven Johnson, queimaduras químicas e por radiação com excelente prognóstico.

Ultralentes - Junho 2010
Informe sobre atualização em tecnologia para a reabilitação visual.

7 comentários:

Flavia 7 disse...

parabens a equipe ULTRALENTES,se possivel gostaria de saber o valor medio de uma lente para casos de implante de anel.obrigada

Direção disse...

Olá Flávia,

Muito obrigado, em nome de nossa equipe. O valor no IOSB (onde adaptamos a lente Ultracone PCR e a Ultracone SSB) para lentes pós-implante de anel intracorneano varia entre R$ 600,00 a R$ 1.200,00 dependendo da complexidade do caso com garantia total para o paciente. Já junto aos credenciados, é importante informar-se pois não são todos que dispõem das lentes Ultracone PCR especiais para pós-implante de anel, procure se informar junto ao nosso laboratório pelo email ultralentes@ultralentes.com.br

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Diretor & Consultor em LC Especiais
Ultralentes

renatofp7 disse...

Dr. luciano, bom dia e parabens pelo seu trabalho.

Me encontro em João Pessoa - PB e gostaria de saber se o senhor possui algum parceiro (médico) que utilize suas lentes aqui na cidade de João pessoa ou em Natal, Recife, Fortaleza.
No aguardo.

Att.
Renato Fernandes

Rogerio disse...

Olá pessoal da ulralentes.Tenho ceratocone e ja tentei o uso de lentes de contato rígidas por três vezes e não obtive sucesso.Mas agora os óculos ja não são suficientes,gostaria de saber se existem representantes em Campinas-SP e quanto seria o valor médio de um par de lentes para ceratocone.Obrigado.

Direção disse...

Olá Rogério,

O Dr. Marcelo Vicente Sobrinho atende em Campinas e adapta regularmente as lentes ULtracone. Ele é um ótimo especialista, tenho a convicção de que ele poderá ajudar no seu caso.

Você pode visitar nosso website antigo (o novo está em testes e deverá ir ao ar em 2011) e clicar na coluna de links a esquerda da página no setor ONDE ENCONTRAR.

Qualquer dificuldade por gentileza entre em contato com a Ultralentes.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Diretor

Fellipe Diedrich disse...

Olá Ultralentes,

Gostaria de saber qual é o valor aproximado da lente Ultracone Thruster SSB para paciente com cerca de 10 a 11 graus, e se existem especialistas aptos a utilizar a tecnologia em Brasilia/DF

Obrigado

Fellipe Diedrich disse...

Olá Ultralentejavascript:void(0)s,

Gostaria de saber qual é o valor aproximado da lente Ultracone Thruster SSB para paciente com cerca de 10 a 11 graus, e se existem especialistas aptos a utilizar a tecnologia em Brasilia/DF

Obrigado